Como chegar ao peso ideal e não voltar a ganhar peso?

Considerando que vivemos em uma sociedade movida a um desenfreado culto ao corpo, me deparo dia-a-dia com uma pergunta intrigante que muitos pacientes me fazem, então me veio à idéia de tentar responder de maneira resumida: como conseguir realmente emagrecer e não voltar a ganhar peso novamente?

Para emagrecer com saúde e para sempre, é preciso seguir um método e não necessariamente comprar uma fórmula. Após chegar ao peso ideal, é necessário zerar a reserva energética, ou seja, eliminar a gordura abdominal. Sem essa reserva o sistema ira necessitar de toda energia que você ingerir, portanto, irá usar e não estocar. Com isso, não engordará mais.
Eu percebo que na ânsia de um emagrecimento rápido as pessoas são capazes de qualquer loucura e se arriscam com dietas malucas que prometem milagres, mas Cuidado, a maioria dessas dietas prontas não são calculadas visando às necessidades nutricionais individuais, tais como: idade, sexo, atividade física ou mesmo patologias associadas, podendo assim gerar mais doenças do que emagrecimento efetivamente.

É importante avaliar que todo o excesso de peso adquirido não fora feito de um dia para outro, então para atingirmos o objetivo principal que é o Emagrecer de verdade devemos estabelecer METAS reais, para isso, o correto é combinar a dobradinha perfeita, qual seja, a adoção de uma dieta equilibrada versus uma atividade física regular. Em suma, comer menos e gastar mais.

Separei algumas dicas para seu ponto de partida:

– Evite o jejum prolongado: o segredo é manter um fracionamento das refeições ao longo do dia, ou seja, comer de 3/3 horas. Dessa forma você come menos nas principais refeições e elimina os picos de fome que é o maior responsável pelas transgressões das dietas;

– Beba no mínimo 2 litros de água por dia: ela é o combustível para acelerar o metabolismo;

– Inclua no cardápio bastante fruta (4-5 porções/dia): deve-se dar preferência àquelas que são menos calóricas e com mais líquido como o melão, a tangerina, a melancia, o morango e até o mamão;

– Procure não restringir nenhum tipo de alimento do seu cardápio: isso fatalmente irá gerar carências nutricionais;

– Evite os beliscos: afinal uma bolachinha aqui, um chocolate ali são os maiores responsáveis pela diferença na balança;

– Procure não se preocupar com a rapidez em perder o peso, mas sim em alcançar a meta;
– Evite o saleiro: tente consumir até 2g de sódio/dia (vamos ler rótulos);
– Procure evitar o consumo de farinhas brancas, açúcar, embutidos, frituras e produtos de confeitaria;

– Aumente o consumo de folhas verdes e laticínios magros;

Atenção, não se baseie propriamente na perda de peso, mas sim em perda de medidas, pois é muito mais importante perder gorduras do que peso.

O processo de emagrecimento pode ser demorado, mas se for feito de maneira sistemática e com mudanças de hábitos ele dura para sempre. O ideal é procurar um profissional Nutricionista para calcular uma dieta individualizada de acordo com a sua rotina e preferências e fazer o acompanhamento dos resultados.

Dra Telma Waki
CRN 2165/MT

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário