BENEFÍCIOS DO MELÃO

Fruto de uma planta rasteira da família das cucurbitáceas, o melão pertence ao gênero Cucumis, que inclui vegetais tão diversos quanto o pepino ou o kiwi.

Suas origens são imprecisas: alguns historiadores afirmam que a planta é nativa da Ásia Central, outros, que vem do continente africano.

O melão é composto por 80% de água e por uma quantidade moderada de açúcares. Entre as frutas frescas, é uma das mais ricas em sódio. Contém potássio, magnésio e cálcio — este último, porém, não é tão bem absorvido pelo organismo quanto o cálcio proveniente de outros alimentos, como os laticínios.

A quantidade de betacaroteno varia conforme a intensidade de pigmento alaranjado da polpa. Os melões de casca reticulada, por sua vez, são considerados boa fonte de betacaroteno (que se transforma em vitamina A no corpo), vitamina C e carboidratos, provenientes dos açúcares da fruta.

O alto teor de água aliado às propriedades diuréticas do potássio e levemente laxantes do magnésio fazem do melão um bom auxiliar do trabalho intestinal. Como fornece uma quantidade moderada de carboidratos com baixas calorias no total, também ajuda na manutenção de um peso saudável.

O betacaroteno e a vitamina C têm ação antioxidante no organismo, o que significa que ajudam a prevenir doenças, como as do coração.

A vitamina C colabora para o bom funcionamento do sistema imunológico, além de participar da formação de colágeno, ossos e glóbulos vermelhos e facilitar a absorção de ferro dos alimentos.

O betacaroteno, que se transforma em vitamina A no nosso organismo, protege vários tecidos, como pele, ossos e mucosas, e também contribui para o nosso sistema de defesas.

O potássio é necessário para a atividade muscular normal, e fontes naturais do mineral, como algumas frutas, podem ajudar a repor o potássio perdido após atividades físicas mais intensas.

Já o sódio, é um mineral necessário para funções como a transmissão do impulso nervoso, contração de músculos, absorção de nutrientes pelas células, entre outras. Porém, em excesso, é prejudicial à saúde e considerado um dos principais fatores que podem levar à hipertensão arterial.

Como Conservar
Maduro, o melão se deteriora rapidamente, por isso o melhor é consumi-lo o mais rápido possível. Depois de aberto, deve ser guardado na geladeira, coberto por filme plástico, já que absorve facilmente o odor dos outros alimentos.
Quando não está totalmente maduro, o melão pode ser guardado, inteiro, em temperatura ambiente, até atingir um ponto melhor. Apesar de não chegar ao sabor da fruta colhida no ponto certo, o processo de maturação continua mesmo depois de ele ser retirado do pé.

Como Escolher
Normalmente, observar apenas a cor da casca não é o suficiente para saber se o melão está maduro. Uma forma de verificar isso é pressionar levemente o “umbigo”, na parte inferior do melão (oposta à haste). Se ele ceder um pouco, significa que está no ponto.

Se a casca está pegajosa, com manchas úmidas e pouco consistentes, o melão já está passando do ponto e começando a se deteriorar. Por outro lado, se não for possível sentir um aroma suave e adocicado, provavelmente ele foi colhido antes de amadurecer.

Melhor Época do Ano
As melhores safras de melão ocorrem na primavera e início do verão. No Brasil, a safra vai de outubro à janeiro, e dezembro é considerado o melhor mês para comprar a fruta, tanto por sua qualidade quanto pelo melhor preço ao consumidor.
Fonte: Nestlé

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário